Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Curso de Agronomia: vale a pena investir nessa área?

Artigo

Curso de Agronomia: vale a pena investir nessa área?

O agrônomo (ou engenheiro agrônomo, como também é conhecido) é um profissional muito requisitado no mercado de trabalho. Por essa razão, o curso de Agronomia é bastante concorrido, e o salário do profissional pode ser bem interessante, principalmente para os que buscam especialização depois de formados.

No entanto, existem algumas concepções equivocadas sobre o que esse profissional faz, pois muita gente tem uma visão reducionista do seu trabalho. Via de regra, ele é muito mais amplo do que se imagina, e o agrônomo tem posição estratégica nas empresas e instituições nas quais trabalha.

Neste artigo, você vai saber como é o trabalho do engenheiro agrônomo, quais são as oportunidades na área e o que se estuda em um curso de Agronomia. Leia até o fim e conheça essa ótima oportunidade profissional!

No que consiste o trabalho do agrônomo?

O cerne do campo de atuação de um agrônomo é o planejamento do cultivo de terras, de modo que seja feito um uso sustentável e produtivo delas. Isso inclui lidar com fornecimento de água, analisar rincões inóspitos e emitir relatórios.

Esses documentos, quase sempre, são diagnósticos sobre se determinadas áreas são cultiváveis ou não e quais seriam os riscos ocasionados pela intervenção humana em um determinado terreno.

Quando dizemos que esse é o “cerne” do seu campo de atuação, queremos dizer que ele não se restringe a isso. Dentre os inúmeros profissionais que atuam direta ou indiretamente em atividades econômicas no Brasil, o agrônomo é um dos mais importantes.

Isso acontece porque ele ocupa posição estratégica em uma atividade cuja boa execução aumenta o Produto Interno Bruto (PIB) do país, entre outros indicativos econômicos. Além do mais, como veremos, o curso de Agronomia oferece formação privilegiada.

Em suma, há diversas vantagens ao se investir em uma carreira como engenheiro agrônomo, e quase todas apontam para um caminho de realização intelectual, e não apenas uma prática repetitiva ou braçal.

Existem boas oportunidades na área de agronomia?

O aumento do plantio registrado ano após ano no Brasil, por si só, é um grande gerador de demanda para a profissão. Assim, o mercado de agronomia continua aquecido mesmo durante a crise, já que o aumento da população necessariamente gera mais demanda por alimentos e vagas para engenheiros agrônomos.

Demanda por profissionais qualificados

A agricultura e a pecuária são atividades que, se não forem calculadas, podem gerar enormes impactos ambientais e sociais. Por isso, esse cuidado também é um estímulo à contratação de mão de obra qualificada.

Consultoria e emprego em propriedades rurais

Em algum momento, tanto as grandes fazendas quanto a agricultura familiar demandam o investimento nos conhecimentos de boas práticas e técnicas de cultivo — seja por meio de uma consultoria por breves períodos, seja contratando o profissional para trabalhos mais perenes.

Oportunidades no setor público

E não é só na iniciativa privada que esse profissional pode se alocar. Ele é requisitado em órgãos governamentais — sobretudo aqueles que atuam na análise de solos e emissão de laudos técnicos para práticas de plantio — e em empresas de logística de alimentos, fornecedores de máquinas industriais, adubos e sementes.

Organizações e órgãos que lidam com importação e exportação de alimentos também são potenciais contratantes do agrônomo, assim como a crescente indústria dos alimentos orgânicos no país.

Como é o mercado de trabalho?

O mercado para o profissional graduado, na verdade, vai muito além do trabalho direto com a atividade rural, embora o agronegócio seja o principal contratante. Há, igualmente, as funções atípicas, como instituições financeiras que oferecem crédito rural, perícia judicial, controle de qualidade em indústria de alimentos, empresas de logística, entre outros.

Um resumo das principais áreas de atuação contém as seguintes atividades:

  • pesquisa e desenvolvimento da agricultura e pecuária;
  • consultoria e gestão de negócios rurais;
  • controle de qualidade de produtos da agropecuária;
  • perícia judicial e extrajudicial (realizada para fins particulares);
  • docência e pesquisa acadêmica;
  • crédito rural;
  • entidades ligadas a sustentabilidade, reflorestamento, entre outros.

Vale ressaltar que os salários nas carreiras de agronomia são interessantes e justificam o investimento no curso. Segundo a Catho, o administrador de fazenda, por exemplo, recebe R$7.779,22 e pode alcançar R$15.086,73, em média nas funções de gerência.

O que se estuda em um curso de Agronomia?

Como é possível deduzir pela descrição das áreas de atuação do agrônomo, o carro-chefe dos estudos nesse curso fica dividido entre as áreas de Ciências Biológicas e Ciências Exatas.

Disciplinas básicas

Caso decida seguir essa carreira, você vai passar por uma grade curricular que compreende disciplinas como Bioquímica, Zoologia, Química Orgânica e Inorgânica, Matemática, Física e Biologia.

Quanto à parte mais estratégica da atuação do profissional a que nos referimos acima, ela demanda uma formação que exige disciplinas de Estatística, Introdução à Mecânica (afinal, também é da alçada do engenheiro agrônomo lidar com equipamentos de cultivo), Desenho Técnico e Estatística

Disciplinas específicas

Também é possível mencionar as matérias específicas, ou seja, que diferenciam o curso de Agronomia de outras faculdades com matriz em exatas e biológicas. É o caso de Bovinocultura, Fruticultura, Construções Rurais, Fertilidade e Adubação do solo, Tecnologia de Processo e Produção Agrícola, entre outras.

Disciplinas complementares

Dependendo da ênfase do curso e da instituição, é possível que sejam exigidas outras disciplinas de áreas correlatas, mas um pouco distantes. São tópicos relativos a políticas de exportações de alimentos, Economia, Geografia, Geologia, Comércio Exterior e outros.

Essa formação plural e multidisciplinar ilustra bem a função estratégica que esse profissional desempenha e como ele deve ser flexível.

Em síntese, o curso de Agronomia abrange os diferentes fatores de produção (recursos materiais, financeiros, humanos e tecnológicos) aplicados aos empreendimentos rurais. Ademais, expande o conhecimento do aluno para atividades que se relacionam com o segmento, bem como para o entendimento de seu contexto socioeconômico.

O bacharelado tem duração de cinco anos. Ao final do curso, em especial se ele for realizado em uma instituição de renome, você estará preparado técnica e intelectualmente para atuar em uma das áreas mais requisitadas do país.

Qual é o perfil do profissional de Agronomia?

Os bacharéis em Agronomia são profissionais generalistas. Logo, as funções exercidas podem ser as mais diversas, porque os formados são capazes de adaptar os conhecimentos e as habilidades desenvolvidos ao longo do curso aos diferentes contextos de negócios: fazendas, indústrias, laboratórios de pesquisa e muito mais.

Um segunda característica é o perfil empreendedor. O trabalho do Agrônomo está relacionado a entender as necessidades dos contratantes e propor soluções técnicas. Afinal, quem busca os serviços o faz com expectativa de mais eficiência, produtividade, qualidade e economia nos seus processos.

Outra característica relevante para o graduado é a ética e responsabilidade social. No caso dos agrônomos, a sustentabilidade será o tema da maior parte dos dilemas da área, e cabe ao profissional equilibrar as demandas de desenvolvimento e preservação.

Por fim, como a área recebe inúmeros investimentos em pesquisa e desenvolvimento, a dedicação ao estudo contínuo será um diferencial. Os agrônomos que se mantêm atentos à inovação e às tendências estão mais aptos a oferecer soluções para satisfazer as necessidades dos contratantes.

Vale a pena estudar Agronomia?

Os motivos para ser agrônomo ficam mais claros agora que você já conhece o mercado, o trabalho e o perfil profissional da área. Ao menos seis, podem ser destacados:

  • importância do setor para economia;
  • resiliência da área diante de crises;
  • demanda por profissionais qualificados;
  • diversidade de opções de carreira;
  • boa remuneração;
  • área ligada ao empreendedorismo e à inovação.

Para ser um profissional de sucesso, o ponto central é a qualificação técnica, principalmente a escolha do curso superior de Agronomia. Como visto, o trabalho exige conhecimentos básicos, específicos e complementares, logo, um programa de estudos adequado.

Um segundo cuidado é ficar atento ao empreendedorismo e à inovação, que podem ser desenvolvidos ao longo da faculdade. É o que acontece também com a capacidade de aprendizado e disciplina de estudos — determinantes para acompanhar as mudanças do setor em relação às práticas e tecnologias.

Que aspectos devem ser considerados na hora de escolher uma boa qualificação?

Por tudo visto até aqui, provavelmente você já tenha decidido pelo curso de Agronomia ou, pelo menos, compreendeu que a importância e abrangência dessa profissão vai muito além do que o senso comum reconhece.

No entanto, formar bons agrônomos não é tarefa fácil. Esses profissionais devem sair da faculdade compreendendo a responsabilidade econômica e social que a sua futura ocupação exige, e a instituição de ensino deve ser capaz de oferecer ensino e estrutura adequados.

Além disso, a formação do engenheiro agrônomo conjuga campos do saber muito diversos. Ela é, portanto, objeto de interdisciplinaridade, e o estudante deve ser flexível, colocando sua curiosidade a serviço dos temas que não domina completamente.

Além disso, a agronomia é, antes de qualquer outra coisa, uma atividade prática, que exige pragmatismo e adequações às dinâmicas do mercado de trabalho. Afinal de contas, quem deseja essa formação está em busca também de bons salários, qualidade de vida e desafios profissionais que mantenham acesa a sua paixão pelo ofício.

Por que fazer um curso de Agronomia na Faculdade Arnaldo?

Graças à tradição no ensino das mais diversas disciplinas (só o curso de Agronomia tem 17 anos!), a Faculdade Arnaldo é uma ótima opção para que você comece seus estudos na área. A infraestrutura, a localização e o envolvimento com o processo de ensino-aprendizagem são nossos maiores diferenciais.

O curso de Agronomia recebe diversos investimentos em tecnologia e conta com um corpo docente qualificado de mestres, doutores e especialistas. Atualmente, a graduação é avaliada com nota 4 do MEC, o que classifica a faculdade como excelente ou acima da média.

Além disso, a graduação está atualizada para atender às tendências do setor. Questões como sustentabilidade, responsabilidade social, globalização, novas tecnologias e transformação digital são abordadas em aulas teóricas e práticas.

Estudando aqui, você vai entrar em contato com o que há de melhor na formação em um curso de Agronomia. Ao fim, vai se juntar a centenas de outros alunos formados, que temos orgulho de ver muito bem alocados no mercado de trabalho.

Se quiser saber mais, acesse agora a página do nosso curso de Agronomia e venha fazer parte da Faculdade Arnaldo!

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.